Training Camp: Pedalar na Companhia dos Melhores

Por | 15 October, 2021 | 0 comentários

O primeiro fim de semana de outubro arrancou com a 2ª edição do ‘Cycling Training Camp’, com a equipa da W52-FC Porto a marcar presença.

 

Joni Brandão, Amaro Antunes e Rui Vinhas foram algumas das caras que passaram pelo Sport Hotel Gym + Spa nos dias 1, 2 e 3 de outubro. O Training Camp juntou os atletas da equipa da W52-FC Porto com vários amantes do ciclismo, em três percursos que integram habitualmente os estágios de preparação para a competição.

 

No total, a segunda edição do Training Camp reuniu 22 participantes, entre eles 11 profissionais e 11 aficionados da modalidade, provenientes de toda a parte do país. Entre eles, o lisboeta Avelino Miguel não escondeu que apesar da exigência, a camaradagem esteve sempre presente:

 

“É muito gratificante aprender um pouco mais sobre o mundo do ciclismo na companhia dos melhores. Estou a aprender a andar em pelotão, gerir o esforço e manter o posicionamento ideal. Até mesmo a própria alimentação, são pormenores que escapam a nós amadores’’.

 

Para um estreante num Training Camp “a equipa está a manter um ritmo acessível que se adapte a qualquer um, mas para quem não treina regularmente o percurso é um pouco mais exigente. Contudo, a experiência está a ser tão boa que essa parte se supera”, reforça.

 

Também para Afonso Marto, natural de Fátima e praticante assíduo de ciclismo há 4 anos, a subida à Serra da Estrela é um dos marcos principais da modalidade. Desta vez, a experiência foi diferente com uma equipa profissional:

 

“A Serra da Estrela cativa bastante e conseguir estar aqui com verdadeiros vencedores é espetacular! A subida é exigente, mas compensa toda esta envolvência.”

 

A Serra da Estrela é também um local de estágio para muitos atletas. Entre eles, Joni Brandão explica a importância destas iniciativas para ‘voltar à ação’ e conviver com os amantes do ciclismo:

 

“É importantíssimo transmitir a nossa experiência. Neste período da época, temos mais disponibilidade e tempo para conviver. Temos grande preocupação por eles, incentivamos, empurramos e fazemos tudo para que nos consigam acompanhar e estarmos unidos.”

 

Este Training Camp marca um regresso a uma das cidades mais acarinhadas pelo desportista. Para além de ser desafiante, aproveita-se para descontrair e disfrutar do Geopark:

 

’’Fico sempre feliz quando volto à Serra da Estrela e à Covilhã,  gosto das pessoas e do ambiente. Na preparação da Volta a Portugal esta subida é o ideal. Não existe muito trânsito e os percursos são perfeitos para nos prepararmos para próxima época, ao mesmo tempo em que conseguimos ter paz e foco para o próximo desafio’’, acrescenta.

 

Para o camisola amarela Amaro Antunes, a subida à Serra da Estrela traz recordações agradáveis. No ambiente de campo de treino, poder partilhá-la entre amigos e adeptos é recompensador:

 

“Hoje foi um dia de emoções, o ciclismo vive da interação com o público e esta iniciativa dá oportunidade às pessoas de poderem viver esta modalidade, na pele de um atleta”, reconhece.

 

O algarvio salienta, ainda, que “aqui vive-se a natureza e isso é algo que procuramos neste momento. Em competição somos sujeitos a uma pressão enorme, poder estar aqui e desconectar da mesma acaba por ser muito positivo”, reconhece.

 

Também Rui Vinhas, vencedor da Volta a Portugal em 2016, enfatiza a importância destas iniciativas para o mundo ciclístico e reforça o papel do Sport Hotel Gym + Spa enquanto destino obrigatório para os entusiastas de desporto:

 

“É o hotel perfeito para conseguirmos treinar e preparar o próximo desafio. A Covilhã, só por si, tem paisagens lindíssimas, subidas duríssimas e tem todo o tipo de terreno para os amantes de bicicleta. Para além de estar muito bem localizado dá oportunidade a todos os desportistas de usufruir da Serra da Estrela, ao mesmo tempo que nos sentimos em casa.”

 

Nesta volta ‘amadora’ à montanha, a experiência valeu por si só. Todos os participantes puderam passar um fim de semana na rotina de um profissional, usufruir de massagens fisioterapêuticas, assistência mecânica e alimentação adequada a desportistas.

 

Nos três dias percorreu-se um total de 170km, em troços diferenciados com um grau de dificuldade médio-alto:

 

Dia 1: SPORT HOTEL (COVILHÃ) – PERABOA – ESCARIGO – MEIMOA – TERREIRO DAS BRUXAS – CASTELEIRO – QUINTAS DOS ESPINHAL – TEIXOSO – CANHOSO – SPORT HOTEL;

 

Dia 2: SPORT HOTEL (COVILHÃ) – VALE FORMOSO – VALHELHAS – SAMEIRO – MANTEIGAS – PENHAS DOURADAS – ALTO TORRE – PENHAS DA SAÚDE – SPORT HOTEL;

 

Dia 3: SPORT HOTEL (COVILHÃ) – UNHAIS DA SERRA – ERADA – BARCO – TORTOSENDO – SPORT HOTEL;

 

A 2º edição do Training Camp surge no âmbito de uma parceria entre o Sport Hotel e a W52-FC Porto, escolhido pela equipa profissional de ciclismo para a realização dos estágios de preparação desde 2018.

 

Categorías: Cycling, Desporto, Eventos, Experiências, Sport-Activity

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado*

*